quarta-feira, janeiro 31, 2007

Sobre o Aborto

Muitos textos da Bíblia indicam que Deus não faz distinção entre vida em potencial e vida real, ou em delinear estágios do ser – ou seja, entre uma criança ainda não nascida no ventre materno em qualquer que seja o estágio e um recém-nascido ou uma criança. As escrituras pressupõem reiteradamente a continuidade e uma pessoa, desde a concepção até o ser adulto. Aliás, não há nenhuma palavra especial utilizada exclusivamente para descrever o ainda não nascido que permita distingui-lo e um recém-nascido, no tocante a ser e com referência ao seu valor pessoal.
E ainda, o próprio Deus se relaciona com pessoas ainda não nascidas. No Salmo 139.16, o salmista diz com referência a Deus: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe”. O autor se utiliza da palavra “substância” para descrever-se a si mesmo enquanto ainda no ventre materno. Ele se utiliza esse termo para se referir ao cuidado pessoal de Deus por ele mesmo durante a primeira parte do seu estado embrionário (desde a nidação até ás primeira semanas de vida), o estado antes do feto estar fisicamente “formado” numa miniatura de ser humano. Sabemos hoje que o embrião é “informe” durante apenas quatro ou cinco semanas. Em outras palavras, mesmo na fase de gestação da “substância ainda informe” (0-4 semanas), Deus diz que Ele se importa com a criança e a está a moldar (Salmos 139.13-16).
(Jó 31.15, Jó 10.8,11, Jr 1.5, Gl 1.15,16, etc.), estes textos revelam os pormenores pessoais que são utilizados para descrever o relacionamento entre Deus e os que estão no ventre materno. Estes textos demonstram também que Deus vê os que ainda não nasceram e se encontram no ventre materno como pessoas.
Á luz do acima exposto, precisamos concluir que esses textos das Escrituras demonstram que a vida humana pertence a Deus, e não a nós, e que, por isso, proíbem o aborto. A Bíblia ensina que, em última análise, as pessoas pertencem a Deus porque todos os homens foram criados por Ele.

4 Comments:

At 11:46, Blogger Ruben said...

Subscrevo!

És bem-vindo em pulpitar.blogspot.com

Deus te abençoe

 
At 11:46, Blogger Ruben said...

Subscrevo!

És bem-vindo em pulpitar.blogspot.com

Deus te abençoe

 
At 11:46, Blogger Ruben said...

Subscrevo!

És bem-vindo em pulpitar.blogspot.com

Deus te abençoe

 
At 10:31, Blogger Adilson C. Marques said...

É verdade o que dizes e partilho das tuas convicções. No entanto não posso deixar de referir que, acerca do referendo, ganhar o "sim" ou "não" em nada vai alterar a situação actual. Quem partilha do que escreveste terá a mesma atitude e comportamento, ou seja, será contra o aborto e não o vai praticar. Quem não partilha do que acreditamos irá procurar abortar de qualquer maneira. Por favor, não interpretes mal as minhas palavras, mas não tenho visto os evangélicos lutarem por outras causas com tanto afinco com nesta.
Obrigado pelas tuas palavras, um abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home

Cranik - O seu site de Busca